Vale a pena escutar: conheça Anavitória



RÉLOU PÍPOU!

Vamos falar de coisa boa? Vamos falar de Ômega 3? HAHHAHAHA Só. Que. Não.
No vale a pena escutar de hoje, venho trazer uma dupla simplesmente incrível

Então? Partiu falar de coisa boa? Partiu falar de ANAVITÓRIA?

Eu simplesmente não consigo parar de ouvir essas garotas, sério mesmo. Elas têm afinidade, harmonia, essência e talento. Acredito que elas não tenham Cor De Marte, mas são tão Singular quanto. Elas são Chamego Meu atualmente e é com extrema felicidade que apresento para vocês: Anavitória.

Para aqueles que andaram desligados nos últimos tempos da internética e estão literalmente “boiando” no assunto, venho aqui espalhar o amor que essa dupla de Araguaína, Tocantins, tem nos apresentado com seu som nos últimos meses.

Sobre se apaixonar...



Sabe, a coisa engraçada sobre se apaixonar é que você nunca sabe quando vai acontecer, tipo, só acontece. Ainda não existe um alarme/relógio, além do biológico (que já não funciona muito bem), que desperta você daquele frenesi minutos antes de se apaixonar com uma voz eletrônica dizendo: "*beep* Rastreamos o sentimento da paixão se aproximando gradativamente de sua unidade, deseja continuar com o processo? [Sim] [Não]", aliás, fica a dica aí pra algum gênio inventar, gastaria super meu dinheiro comprando.

Mas a verdade é que você nunca tá realmente preparado pra lidar com os seus sentimentos por outra pessoa e muito menos lidar com os sentimentos da pessoa por você. Você sempre acha que tem autocontrole suficiente para lidar com essa situação, que você já aprendeu o bastante com todas as suas decepções amorosas e que você está imune a qualquer malefício que a paixão possa te trazer. E isso inclui certamente a burrice aguda temporária.

ADDICTED: MUSICAS PREFERIDAS DO VERÃO



Olha só quem produziu conteúdo até não querer mais e tá atualizando o brogue quase sempre? EUZINHA AQUI sz 

Mereço palmas, não? Não? Ah, tá bom então :T

Hoje quero compartilhar com vocês meu TOP 10 músicas queridinhas que estão no meu replay sempre e que com certeza vão me lembrar do verão de 2015.

Foi beeeeeem difícil escolher essas 10 músicas, afinal, todas que estão no meu celular são meus xodós. MAS eu fiz um sacrifício e escolhi as que venho escutando recentemente, tipo, muito.

"Tá okay, agora chega de enrolação e bora pra lista, né Michelle?" Okay, okay, mas não se irrite s/z

Se aprochegue da tela e confere aí a lista, my bitches:

Vamos viver, pípou.


RÉLOU PÍPOU! Olha só quem está de volta aqui? 
SINHÊ, SOU EO.

Vim aqui hoje compartilhar com vocês um pensamento (vulgo carta de trocentos caracteres) que tive durante meus tempos sem internética. Espero que gostem e se sintam tão inspirados quanto eu quando o escrevi.

Confere aí:

SEM INTERNET: o que fazer sem nossa rainha de tudo.



Oláaaaaaaaa amorzões da minha vida, como estão vocês? Bem? Espero realmente que sim, bitches *---*

Hoje eu vim aqui com a minha melhor cara de pau da vida para explicar algumas coisinhas e dedicar meu tempinho para vocês, delicias. 

Okay, okay! Eu admito a minha culpa. Sei que eu sumi de novo mesmo depois de prometer que iria voltar em breve e sei que vocês devem estar se perguntando "Por que aquela bitch da Chelle promete o que não vai cumprir?", mas eu tenho como explicar, eu juro.

Quer saber o que houve? Então se aprochegue!

TAG: Isso ou Aquilo?


E depois de milênios sem dar as caras por aqui, a Srta. Sumida resolve aparecer na maior cara de pau do mundo. *WOO-HOO* Só que não, né? Vamos lá.
  • Primeiro gostaria de me desculpar, já que realmente faz tempo que não entro aqui, mim disculpi
Bem, eu resolvi fazer essa TAG basicamente por dois motivos: 1) passei esses últimos tempos realmente ocupada editando o design do blog (inclusive terminei hoje), organizando a festa de 50 anos do Papi Soberano e lendo TODOS os livros possíveis nos intervalos. Aí acabei não criando conteúdo pro blog, até pensei em fazer um tour pela organização da festa mais ficou tudo muito em cima da hora, meus avós chegaram de viagem no dia da festa, passei a noite virada e foi uma loucura total; e 2) gosto muito de tags e nada melhor do que responder uma sobre maquiagem, néan? Nem dá pra notar que você ama dar uma rebocada na cara, Michelle. E como TAG é uma coisa "rapidinha" (passei umas meia hora só pra editar a foto, mas ok), decidi responder essa aqui só pra não deixar aqui sem atualizar ao menos uma vez por mês. POR QUE NÉ? O mínimo.

Conceitos precoces


Nos dias de hoje criar conceitos precoces sobre coisas ou pessoas se tornou algo tão comum que o fazemos sem ao menos perceber. O mundo anda tão corrompido que não confiamos e nem acreditamos na bondade do próximo. Julgamos uma atitude de gentileza como apenas interesse da outra parte. Não acreditamos que existe um lado bom nas pessoas, não possuímos mais a capacidade de cogitar.

Somos todos palavras de repúdio, egoísmo e insegurança com qualquer atitude que venha depois de "Não quero nada em troca, faço isso porque gosto de ti e quero o teu bem". Ninguém quer seu bem além de você, certo? Afinal, o universo conspira sempre contra você e só existem pessoas ruins no mundo.

Me pergunto constantemente se um dia voltaremos a acreditar e confiar no próximo, se conseguiremos olhar para alguém sem criar conceitos prematuros, se deixaremos de ser estúpidos.

Sabe, acredito que um dia os seres humanos serão capazes de olhar o próximo sem a influencia dessa sociedade corrompida, acredito que os seres humanos serão capazes de respeitar o próximo, se colocar no lugar do outro e sair da "bolha", porque isso está realmente muito em falta ultimamente. Mas antes de tudo, acredito que isso só vai mudar quando o seres humanos se derem conta de que o mundo só será um lugar melhor com mais amor. Mas infelizmente acreditar não é o bastante quando a humanidade se recusa a mudar.
Fonte da imagem: internet.

Quem sou eu?


Normalmente a melhor pessoa para descrever você de uma forma completa e sincera, é você mesmo. Na teoria seria isso, mas quando se trata de mim eu sou a pior pessoa pra fazer esse tipo de coisa, sabe, auto-descrição e coisa do tipo? Sou muito mais aquela menina estranha que fica no canto e que te observa antes de conhecer e quando conhece confirma todas as teorias malucas que criou na cabeça durante a fase "análise". Sou o tipo de pessoa que quando conversa contigo, tenta deixar a conversa sempre focada em você por não saber o que dizer sobre mim.

Adolescência: A Fase


Não sei vocês, mas acredito que pelo menos metade das pessoas que concluíram a fase "Adolescência, Um mistério para os jovens e tormento para os pais", ou vice-versa, passaram por "certas" fases durante esse período (enquanto a outra metade finge que essa parte nunca existiu). Tais fases que podem ter sido constrangedoras ou não, mas que certamente tiveram comportamentos dignos de arrependimento e ações que pareciam certas no momento e que observando agora, a vontade de afundar sua cabeça na areia como um avestruz nunca foi tanta.

E como eu faço parte da metade que não excluiu essa parte da vida, tenho que admitir que já fiz muitas coisas idiotas por certas coisas e pessoas ou só porque eu queria ver no que iria dar, mas a parte boa é que isso me fez crescer como pessoa e me rendeu e sempre renderá boas gargalhadas.

O ponto é: depois que você finaliza essa etapa da vida, é como de praxe bater aquela nostalgia e relembrar das merdas que você já fez por aquele garoto que você gostava e não te notava, ou para entrar no grupinho mais pop do colégio, ou ficar com alguém pra fazer ciúmes no ex, ou voltar aos costumes da Terra Média e fazer coisas para provar seu valor diante daqueles que zombam de ti, ou aquela banda que só você gostava e era considerada Carrie, A Estranha e essas coisas típicas Adolescênticas.

Amar é agregar, não completar.


É incrível o que o amor faz com as pessoas, né? Esse sentimento tão belo - e o mais forte de todos se quer saber minha opinião, que incendia nossa alma com voracidade ao mesmo tempo que é a paz de espirito no meio do caos. Os românticos acreditam que amar é a melhor coisa do mundo e, de fato, não posso discordar. O amor é genuíno e não faz mal a ninguém, ao menos é o que sigo acreditando. Mas o que me choca na realidade é ver a quantidade de gente dizendo que amar dói, dilacera o coração e destrói a gente. O grande erro nisso tudo é dizer saber amar e não ter consciência de que antes de amar o próximo, temos que nos amar em primeiro lugar.

Tá se sentindo perdido? Eu te entendo.



"Are you lost or incomplete? Do you feel like a puzzle, you can't find your missing piece? Tell me how do you feel. Well, I feel like they're talking in a language I don't speak, and they're talking it to me"

Sabe aquele momento que você está passando por algo e você simplesmente não consegue explicar e de repente você escuta uma música e ela te escuta? Então, foi exatamente isso que aconteceu entre mim e Talk do Coldplay. Eu estava ali na minha, curtindo minha bagunça interna vulgo crise existencial, me perguntando por que eu existia e qual era minha missão na Terra quando de repente minha irmã (diga-se de passagem que ela é um pouco, talvez muito, fã deles) baixou a música e entrou naquele frenesi de "escutar a música trocentas vezes até enjoar dela", isso até eu ficar viciada nas benditas músicas. Particularmente sempre gostei muito de Coldplay, só que esse amor aumentou quando conheci Talk.

E aí, o que você quer ser quando "crescer"?


A coisa engraçada sobre encontrar sua verdadeira vocação na vida, é que você sempre sabe o que quer ser quando crescer... Até que você realmente cresce!

E aí… BANG! Começa sua "Crise Pós Colégio". Você começa a se perguntar se é isso mesmo que você quer fazer pelo resto da sua vida. E a resposta é quase sempre a mesma: “Será?”. Tirando o fato de você responder sua dúvida com outra dúvida, você até pode ter certeza um tempo depois, que aquilo era realmente o que queria pra ti. Mas eis outro fato: você não vai conseguir escapar desse período de autoavaliação e questionamento.
 
Layout feito por Adália Sá | Não retire os créditos